Displicente.

31 de julho de 2012

É verdade que tenho andado meio displicente, mas também deixei de me expor demasiadamente. Tenho andado mais reservado, tentando manter os pés no chão. Chão que nunca me foi tão real como está sendo, cada pequeno passo que se mostra tão importante. Hoje, se escrevo aqui (e minha ausência não teve nenhuma justificativa ou explicação que não o escapismo - talvez 2 ou 3 textos foram deletados por isso), sei que preciso me ausentar por outros motivos. Preciso deixar de lado algumas vontades e planejar um futuro. Escrever, que sempre foi um hobby aqui, não se encaixa nesse planejamento, por hora.
É a responsabilidade me empurrando, mais uma vez, o seu gosto amargo, goela abaixo. 
Mais felizes aqueles que não conhecem o chão de uma realidade.

O Lapso

2 Reações:

Juliana Braga disse...

Olá, obrigada pela visita!
Você comentou sobre os preços da Vinoteca, mas vou te falar a verdade... Sempre me empenho em informar os preços, mas nesse dia fiquei de conversa e simplesmente esqueci de anotar...rs
Um grande abraço!

O Lapso disse...

Foi o vinho!