Fra(n)co

16 de dezembro de 2009

Por que tudo não pode ser mais simples? Por que temos que colocar dificuldades em tudo? Por que acreditar em alguma coisa é tão dificil hoje? Por que sempre ter de fingir algo que não quero ser ou fazer e ao mesmo tempo me censurar? Não sei. Quanto mais penso nisso, menos quero pensar.
O fato é que existe, sim, uma maneira de lidar com tudo isso. Só falta descobrir. Existem duas realidades. A minha realidade que nem aqui posso expor, e se tento não consigo ser exato ou inteligível, quem sabe compreendido, e a realidade que passo para todas as pessoas: "Estou vivendo feliz como qualquer outra pessoa. Estou vivendo o que há para se viver e o que posso aproveitar da vida." Essa ultima é tão fácil... e ao mesmo tempo uma mentira insustentável. Uma mentira que não necessita ser explicada. O que vale, aqui dizer, é que não precisa ser tão oposto. Consigo manter dois pensamentos distintos. O primeiro me diz: "Não seja idiota! Olha o que está a sua volta!! " e o segundo me diz: "Você não é isso. Você segue algo que as outras pessoas não fazem. Você se difere e se torna especial. Escapa de definições." Sinceramente, prefiro o segundo. Nem sempre é tudo isso apesar dos espelhos. Aqui cabe um comentário de uma pessoa querida que sempre me faz crer que o meu orgulho excessivo sempre me prejudica e que a minha forma de pensar preconceituosa e radical me transformam em pura sujeira. Bom... antes ter algo personalíssimo do que acreditar que "querer aparecer" é ter uma qualidade, quando uma qualidade se sobrepõe a qualquer aparência. Quem pode ensinar alguma coisa? Quem pode definir e conceituar coisas que nem sequer conseguem manter!!! Amizade é tão diferente do amor. Nem vou ousar dizer o que é o quê. De tudo, apenas o que posso dizer é que se o amor morre é porque não nasceu da sinceridade e na mais livre forma (se é que existe uma). O meu vive em algum lugar, mesmo que eu o tenha escondido no mais profundo dos oceanos.
Não menos importante e não mais suportável o sentir mais denso de todos. Apenas vulnerável e consumidor da dor.

Por favor, perdoe minha ignorância e grosseria.

O Lapso

Ps.: O óbvio não precisa ser dito. Apenas abaixo a cabeça e a balanço de um lado para o outro.

2 Reações:

O Lapso disse...

Eu não acredito que escrevi isso.
Relevem, foi as 2 da manhã depois de um come água.

Rafa ... disse...

é nessas hora que e sinceriridade vem a tona sabia?!
ador e´necessaria da vida que pessoas como vc escolhem por modo de vida
...


All you need is love, love is all you need!